Ginásio Baby Barioni recebe final da 4ª Copa Regional de Futsal Feminino

13:00 |


Raposas do Leste venceram a partida por 7 a 5 e ficaram com o título da competição
A final da 4ª Copa Regional de Futsal Feminino foi disputada neste domingo (28/07), no Ginásio Baby Barioni, localizado na zona oeste de São Paulo. A equipe das Raposas do Leste venceu o São Luiz Futsal por 7 a 5 e faturou o título da competição. O evento é promovido pela Liga Paulista de Futebol Feminino e tem o apoio da Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação (SEME).
Amanda, ala-direita das Raposas do Leste, definiu o espírito da equipe durante o campeonato: "Foi muita determinação, entramos com muita vontade de ganhar, nem tenho muito que dizer", declara. Após a grande final, todos os treinadores foram homenageados pelo fundador e presidente da Liga Paulista, Bruno Crossi. Conhecido como Bolão, o ex-jogador do Palmeiras também premiou Tamara, goleira do Raposas, e Fabiana, atleta do Guarani Futebol Clube, pelo desempenho individual das duas jogadoras na competição.
Durante a cerimônia de encerramento, o Secretário de Esportes, Lazer e Recreação, Celso Jatene, entregou troféus para as equipes participantes e as medalhas das quatro equipes melhores colocadas na Copa Regional: Doce Veneno, Santo André/Unisant'Anna, São Luiz Futsal e Raposas do Leste. O Secretário parabenizou todas as equipes participantes e prometeu dar ainda mais apoio e incentivo para a modalidade.
Texto:
Juliana Salles - jsalles@prefeitura.sp.gov.br
Foto:
Paulo Dias - psdias@prefeitura.sp.gov.br
Leias Mais..

11º Encontro de Artes Marciais promove inclusão esportiva na zona leste

12:59 |


Treino especial de karatê e exames gratuitos de faixa marcaram o evento
O CEU Tiquatira, localizado na zona leste de São Paulo, recebeu o 11º Encontro de Artes Marciais neste domingo (28/07). O evento contou com a presença de Celso Jatene, Secretário de Esportes, Lazer e Recreação, que representou o Prefeito Fernando Haddad no Encontro.
 Durante o encontro, karatekas fizeram um treino especial para demonstrar alguns golpes da modalidade. Em seguida, diversas crianças tiveram a oportunidade de fazer exames gratuitos para mudança de faixa. Rodrigo Lima Nobre era uma dessas crianças. O faixa amarela treina karatê há dois anos e estava acompanhado por sua avó, Yolanda Lima: "Acho que as artes marciais são ótimas. Nós, os avós, incentivamos muito. Além disso, ele gosta muito de karatê", revela a dona de casa.
Na abertura do evento, o Secretário Celso Jatene relembrou a forte relação que o prefeito Fernando Haddad possui com as artes marciais e também ressaltou a importância de um olhar diferenciado para as categorias de base como forma de impulsionar o crescimento desses esportes.
Segundo Antônio Gomes, também conhecido como Mestre Toninho, o encontro visa promover a inclusão esportiva: "o objetivo deste evento é tirar as crianças das ruas e levá-las para os CEUs, dando-lhes a oportunidade de praticar esportes. Nossa intenção é mostrar as artes marciais para essas crianças", explica o Mestre, que também faz parte da Confederação Brasileira de Karatê.
O próximo Encontro de Artes Marciais acontece no dia 25 de agosto, também no CEU Tiquatira.
Texto:
Juliana Salles - jsalles@prefeitura.sp.gov.br
Fotos:
Paulo Dias - psdias@prefeitura.sp.gov.br
Leias Mais..

Cidade de São Paulo sedia 43º Brazilian Taekwondo Festival

12:58 |


Maior evento de taekwondo da América do Sul ocorreu no último final de semana e reuniu 940 atletas
Neste final de semana, o Ginásio do Ibirapuera recebeu um verdadeiro evento de integração entre as culturas brasileira e coreana, o 43º Brazilian Taekwondo Festival. O maior evento da modalidade na América do Sul reuniu 940 atletas e mais de 60 equipes nacionais e internacionais.
 "O objetivo principal deste festival é divulgar a arte marcial taekwondo e comemorar o 43º aniversário do taekwondo no Brasil, além de relembrar a integração entre Brasil e Coreia do Sul", reafirma o Mestre Donizete, um dos organizadores do evento. O festival contou com quatro torneios diferentes: 15º Internacional Taekwondo Symposium, 14º Brazil Mudo Games, 17º Brazil Taekwondo Games e 16º Campeonato Mundial de Duplas. Durante o evento, foi anunciado que a Seleção Coreana de Taekwondo, considerada a melhor do mundo, vai visitar o Brasil em 2015.
Durante a abertura do evento, o Secretário de Esportes, Lazer e Recreação da Prefeitura de São Paulo, Celso Jatene, relembrou que Fernando Haddad, Prefeito de São Paulo, é faixa preta em Taekwondo. O Secretário também parabenizou os atletas e desejou-lhes uma excelente competição. A abertura oficial do festival também contou com desfile de todas as equipes participantes.
Organizado pela Academia Liberdade, a primeira a oferecer aulas de Taekwondo no Brasil, o festival fez parte das comemorações dos 50 anos de imigração coreana para o Brasil e teve seu encerramento oficial no final da tarde de domingo (28/07). Clique aqui e confira os resultados da competição.
Texto:
Juliana Salles - jsalles@prefeitura.sp.gov.br
Fotos:
Paulo Dias - psdias@prefeitura.sp.gov.br
Leias Mais..

Cidade de São Paulo sedia 43º Brazilian Taekwondo Festival

12:56 |


Maior evento de taekwondo da América do Sul ocorreu no último final de semana e reuniu 940 atletas
Neste final de semana, o Ginásio do Ibirapuera recebeu um verdadeiro evento de integração entre as culturas brasileira e coreana, o 43º Brazilian Taekwondo Festival. O maior evento da modalidade na América do Sul reuniu 940 atletas e mais de 60 equipes nacionais e internacionais.
 "O objetivo principal deste festival é divulgar a arte marcial taekwondo e comemorar o 43º aniversário do taekwondo no Brasil, além de relembrar a integração entre Brasil e Coreia do Sul", reafirma o Mestre Donizete, um dos organizadores do evento. O festival contou com quatro torneios diferentes: 15º Internacional Taekwondo Symposium, 14º Brazil Mudo Games, 17º Brazil Taekwondo Games e 16º Campeonato Mundial de Duplas. Durante o evento, foi anunciado que a Seleção Coreana de Taekwondo, considerada a melhor do mundo, vai visitar o Brasil em 2015.
Durante a abertura do evento, o Secretário de Esportes, Lazer e Recreação da Prefeitura de São Paulo, Celso Jatene, relembrou que Fernando Haddad, Prefeito de São Paulo, é faixa preta em Taekwondo. O Secretário também parabenizou os atletas e desejou-lhes uma excelente competição. A abertura oficial do festival também contou com desfile de todas as equipes participantes.
Organizado pela Academia Liberdade, a primeira a oferecer aulas de Taekwondo no Brasil, o festival fez parte das comemorações dos 50 anos de imigração coreana para o Brasil e teve seu encerramento oficial no final da tarde de domingo (28/07). Clique aqui e confira os resultados da competição.
Texto:
Juliana Salles - jsalles@prefeitura.sp.gov.br
Fotos:
Paulo Dias - psdias@prefeitura.sp.gov.br
Leias Mais..

Centro Esportivo Mooca sedia competição de Judô Masters e Super Masters

12:55 |


VII Campeonato Paulista reuniu mais de mil espectadores no local ao longo do último sábado (27/07)
Pela segunda vez consecutiva, o Centro Esportivo Mooca sediou o VII Campeonato Paulista de Judô Masters e Super Masters. A competição foi disputada no último sábado e contou com mais de mil espectadores ao longo do dia.
Alguns atletas que já tiveram grande destaque no cenário internacional do judô estavam presentes no evento. Um deles era o judoca paralímpico Sandro Oliveira. Deficiente visual, Sandro competiu com atletas que não são cegos. Pouco antes da final, o judoca contou a importância de momentos como aquele para sua carreira: “Para um atleta paralímpico, é fundamental competir com atletas que enxergam, já que isso te dá um volume de treino e de condicionamento físico maior para outras competições. Além disso, há uma integração social muito grande, onde o atleta paralímpico prova que ele é tão capaz como o outro de competir normalmente”, relata Sandro Oliveira, que já participou de quatro paralimpíadas.
Do lado de fora dos tatames, o judoca Nelson Onmura fotografava o evento. No entanto, o que não lhe faltava era vontade de competir. Com 44 anos de história no judô, Onmura ganhou medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, em 1987. Há dois anos sem treinar, Nelson comentou sobre o cenário atual do judô no Brasil: “Só o futebol está em evidência na mídia. O restante está meio esquecido”, analisa o atual coordenador de lutas de Taboão da Serra, cidade localizada na Grande São Paulo.
Para Rubens Pereira, presidente da Federação Paulista de Judô Master e Super Master, o campeonato é uma forma de convidar pessoas com idade mais avançada para a prática de esportes: “Esse evento fomenta, de uma maneira bem homogênea, o judô master, trazendo pessoas com idade mais avançada para a prática do esporte. Há muitas pessoas com mais de 60 anos que são extremamente ativas. Infelizmente, em nosso país, as pessoas com mais idade não são valorizadas em muitos momentos. Nós somos ativos, nós estamos vivos e precisamos mostrar nossa cara. Esse esporte é rico por causa disso”, ressalta Pereira, que possui 63 anos e pratica judô há mais de 40.
Outros públicos
Além dos competidores masters e super masters, 400 crianças participaram de um Festival de Judô que acontecia simultaneamente no clube. Observando aquela grande confraternização, Cristian Cezário, que é aluno do Centro Esportivo há oito anos, ressaltou a importância do esporte para os jovens judocas: “O judô prega o respeito mútuo, determinação e a disciplina. Hoje em dia, há 300 crianças fazendo judô no clube. A melhoria no nível de disciplina delas depois de um ano de prática é impressionante”, conta Cezário.
O Centro Esportivo Mooca oferece aulas de judô para pessoas de todas as idades. Para saber mais informações, entre em contato com o clube através do telefone 2694-7668. O clube fica na Rua Taquari, 635, no bairro da Mooca.
Texto:
Juliana Salles - jsalles@prefeitura.sp.gov.br
Fotos:
Paulo Dias - psdias@prefeitura.sp.gov.br
Leias Mais..

Jogadoras do COTP recebem visita das ativistas do “Guerreiras Project”

12:55 |


Projeto começou na Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2011 e tem participação de jogadoras brasileiras
As jogadoras do time principal de futebol do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, COTP assistiram à uma palestra do “Guerreiras Project” - GP. O objetivo da apresentação era mostrar o trabalho do grupo e “recrutar” as meninas que tiverem interesse em participar do projeto.
O “Guerreiras Project” é um projeto que usa do esporte (principalmente do futebol) para combater a desigualdade entre os sexos, violência contra mulher, saúde das gestantes e direitos LGBT, entre outros. O grupo dá palestras tanto em comunidades carentes como em escolas particulares, mostrando também a importância do esporte nessa luta. Uma das organizadoras é a capitã da seleção brasileira, Alline Pellegrino, que coordena uma parte do projeto no Rio de Janeiro.
Caitlin Fisher, embaixadora do GP falou sobre as atividades que as participantes elaboram e sobre a ideia que as “Guerreiras” querem levar para meninas, mulheres e jogadoras de todo o Brasil. A goleira da seleção brasileira e do COTP, Thaís Picarte, faz parte do grupo e falou das suas experiências para as colegas de campo. “É simples, mas faz muita diferença para quem tem pouco acesso a informação”, afirma a futebolista.
As meninas que quiserem integrar o grupo deverão passar por uma oficina, que é um tipo de treinamento para se tornar embaixadora e começar a oferecer palestras em comunidades e escolas. As palestras duram duas horas e são divididas em uma hora de apresentação, conversa e debates e uma hora jogando futebol.
Texto:
Lucas Bouzon - lgpbouzon@prefeitura.sp.gov.br
Fotos:
Thomaz Ayub - thomazayub@prefeitura.sp.gov.br
Leias Mais..

BC atua duas vezes e tira dólar da faixa de R$ 2,30

12:54 |


31 de julho de 2013 | 9h55
Agência Estado
Agência Estado e Economia & Negócios
Texto atualizado às 12h06

O Banco Central fez duas atuações no mercado de câmbio nesta quarta-feira, 31, para afastar o dólar da casa dos R$ 2,30, cotação que não era atingida desde abril de 2009. Ainda assim, a moeda ainda operava em alta de 0,35%, a R$ 2,289, por volta do meio-dia (horário de Brasília). O BC tentou ainda realizar um terceiro leilão de swap cambial – que equivale à venda de dólares no mercado futuro -, mas não aceitou nenhuma das propostas.
Mais cedo, a moeda reagiu à divulgação do PIB preliminar dos EUA no segundo trimestre e aos números de criação de emprego privado do relatório ADP no mesmo país, que vieram melhores do que o esperado.
EUA. A economia dos EUA cresceu 1,7% no segundo trimestre, bem acima da expectativa de alta de 0,9%. Já o setor privado dos EUA criou 200 mil empregos em julho, acima da previsão de analistas de criação de 183 mil novas vagas. A leitura de junho foi revisada para criação de 198 mil empregos, ante 188 mil anteriormente.
A cautela antes da reunião do Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserve (Fomc, na sigla em inglês) dá o tom dos negócios no mercado de câmbio, a exemplo do movimento observado hoje ante a maioria das moedas emergentes e ligadas a commodities. Ontem, a moeda norte-americana fechou no maior nível desde março de 2009, a R$ 2,2810 (+0,53%), sem que houvesse intervenção do Banco Central, uma vez que havia disputa pela definição da Ptax, e a dúvida é se a autoridade monetária manterá o sangue frio e deixará o dólar avançar mais.
O comunicado da reunião do Fed sairá às 15 horas e desta vez não haverá entrevista coletiva com o presidente Ben Bernanke, o que esvazia a expectativa de novidades. Mas o mercado aguarda por sinalizações sobre o timing de início de redução do programa de compras de bônus, o chamado QE3, que hoje representa um montante mensal de US$ 85 bilhões.
Na zona do euro, o número de desempregados nos 17 países do bloco caiu para 19,27 milhões em junho, de 19,29 milhões em maio, a primeira queda desde abril de 2011, enquanto a taxa de desemprego se manteve no nível recorde de 12,1% pelo quarto mês consecutivo.
Leias Mais..

Nesta quarta, júri ouve versão dos PMs sobre o massacre do Carandiru

12:53 |



Nesta quarta, júri ouve versão dos PMs sobre o massacre do 
Carandiru


Está marcado para esta quarta-feira, 31, o interrogatório de 25 policiais e ex-policiais acusados de participar do massacre do Carandiru, em outubro de 1992. Será a primeira vez em que os réus apresentarão a versão deles sobre o que aconteceu no segundo andar do Pavilhão 9.
A expectativa é de que até seis réus sejam ouvidos hoje no Fórum da Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Entre eles estariam o coronel Valter Alves Mendonça, major Marcelo González Marques, tenente-coronel Carlos Alberto dos Santos, tenente-coronel Salvador Modesto Madia (ex-comandante da Rota) e o tenente Edson Pereira Campos.
Os 25 policiais militares poderão ter a maior pena da história da Justiça brasileira: 876 anos de reclusão cada um.  Em abril, 23 PMs foram condenados a 156 anos de prisão por 13 mortes. A pena, esperada pelo Ministério Público Estadual (MPE), é calculada com os mesmos critérios da sentença do primeiro júri. 


Minuto a Minuto


Leias Mais..

São Paulo prepara revisão curricular com base na participação popular

12:52 |


Em visita à região do Butantã nesta quinta-feira (25), o prefeito Fernando Haddad anunciou que em agosto serão realizadas consultas públicas para reforma na educação do município
Em quinze dias, São Paulo iniciará um processo de reforma das diretrizes de ensino nas escolas municipais. O prefeito Fernando Haddad anunciou nesta quinta-feira (25), durante visita ao bairro Butantã, na Zona Oeste, que terá início um processo de discussão dos rumos da educação no município para construir novas regras para a rede. A reforma passa a valer no início do ano letivo de 2014.

“Nós vamos colocar em consulta pública um conjunto de ideias para discutir com pais, estudantes, professores e funcionários. Vamos fazer uma ampla discussão no mês de agosto, para depois consolidar em um documento que já vai valer para o ano que vem”, anunciou Haddad.

O objetivo do diálogo com a população é elaborar um novo modelo para a rede de educação municipal, para melhorar a qualidade da educação e o desempenho dos estudantes. “São Paulo está em uma situação complexa em relação ao ensino. Na Região Metropolitana, de 39 municípios nós estamos em 35º lugar. Então não é razoável que nós não façamos um esforço para mudar esta realidade”, afirmou o prefeito, referindo-se ao desempenho da cidade no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Segundo o secretário César Callegari (Educação), a pasta está preparando um documento de referência para as discussões. Entre os temas estão a reorganização do currículo, a formação dos professores, organização do regimento escolar e o sistema de avaliação e acompanhamento dos estudantes. As novas diretrizes deverão abranger os ensinos infantil e fundamental.

Butantã
Na manhã desta quinta-feira (25), o prefeito Fernando Haddad conheceu as instalações do Centro de Educação Infantil (CEI) Rio Pequeno II e da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Rio Pequeno I, no Butantã. Haddad visitou também as obras de urbanização da favela do Sapé.

Com uma área total de mais de 79 mil metros quadrados, a intervenção da região do Sapé beneficiará 2.429 famílias. Além da edificação de 462 unidades habitacionais, prevê-se também a construção do Parque Linear Sapé, a canalização do córrego que corta a área e a execução de rede oficial de água, luz e esgoto para os domicílios remanescentes.De acordo com a Secretaria Municipal de Habitação, a obra deve ser finalizada em agosto de 2014.

A região do Butantã reúne ainda outros quatro projetos de habitação. São eles o Real Parque, Água Podre, Domenico Martinelli e Viela da Paz. Com elas, a Prefeitura deve entregar à população 2.229 novas unidades habitacionais até o fim de 2016. No Real Parque, 557 moradias já foram entregues. O restante deve ser inaugurado até o final de agosto deste ano.
FOTOS
Cesar Ogata / SECOM.
Foto 1 – Alunos da Emei Rio Pequeno I divertem-se na brinquedoteca da unidade

Foto 2 – Secretário Callegari conversa com aluna da Cei Rio Pequeno II
Foto 3 – Equipe da Secretaria da Educação visita creche na zona oeste
Foto 4 – Haddad visita sala de aula de creche no Rio Pequeno
Foto 5 – Prefeito conversa com cozinheiras de unidade de educação
Foto 6 – Crianças brincam no pátio da Cei durante visita de Haddad
Foto 7 – Urbanização da favela do Sapé tem 462 unidades habitacionais em andamento
Foto 8 – Haddad cumprimenta equipe da obra de urbanização
Foto 9 – Prefeito visita obras de urbanização
Foto 10 – Haddad cumprimenta operário em obra de conjunto habitacional
Foto 11 – Prefeito vistoria unidade habitacional em obras
Foto 12 – Intervenção na favela do Sapé também inclui intervenções de drenagem
Foto 13 – Haddad fala sobre o mapa da habitação em coletiva de imprensa
Foto 14 – Secretário José Floriano (Habitação) vista obras na Favela do Sapé
Créditos Luiz Guadagnoli/Secom

Foto1 - Fachada da CEI Rio Pequeno IIFoto 2 - Pátio externo da EMEI Rio Pequeno I

Foto 2 - Pátio externo da EMEI Rio Pequeno I

Foto 3 - Crianças brincam na brinquedoteca da EMEI Rio Pequeno I

Foto 4 - Prefeito interage com as crianças da escola

Foto 5 - EMEI conta também com sala de computação para as crianças

Foto 6 - Haddad em visita às obras de urbanização da favela do Sapé
Leias Mais..

Primeira reunião do Conselho Municipal de Transporte será no dia 2

12:51 |


Fórum é formado por representantes do poder público, empresas e sociedade civil. Objetivo principal será debater a licitação para renovar a concessão do serviço na capital. Veja abaixo a lista completa dos conselheiros
A primeira reunião do Conselho Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT) será realizada na próxima sexta-feira (2), a partir das 8h30, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade, no Centro. O encontro inicial servirá para a instalação do fórum e, também, para apresentação dos conselheiros. 

A lista com os 39 representantes já está definida: são 13 da Prefeitura, 13 dos operadores de serviço (sindicatos, associações e concessionárias de transporte) e outros 13 da sociedade civil. Além deles, outras nove pessoas participarão do fórum como convidados, totalizando 48 representantes.

Entre os conselheiros há um representante do Movimento Passe Livre (MPL), que liderou as manifestações na capital durante o mês de junho, e da Associação dos Ciclistas de São Paulo.

Licitação
A criação do Conselho de Transporte foi anunciada pelo prefeito Fernando Haddad no dia 26 de junho.  Na ocasião, Haddad anunciou uma série de medidas para o transporte público, entre elas o cancelamento da licitação para renovar a concessão do serviço na cidade para que o assunto pudesse ser debatido com a sociedade.

“Eu estou cancelando a licitação por uma razão muito simples: não podemos assinar contratos de 15 anos sem participação popular”, disse o prefeito, que anunciou também 220 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus em toda a cidade até o fim de 2013 – mais de 90 quilômetros já foram instalados até o momento.

Os assuntos relacionados ao transporte da Capital também estão sendo discutidos nas reuniões do Conselho da Cidade. No encontro do último dia 17, os conselheiros debateram as formas de financiamento para o transporte público, atendendo aos pedidos da população para que a tarifa não seja alta. A ideia principal é de que o transporte individual financie o transporte coletivo urbano. Na reunião, Fernando Haddad sugeriu que a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide), cobrada nos combustíveis, seja municipalizada.

Transparência
Oficializado no dia 2 de julho com a publicação do decreto 54.058, o Conselho de Transporte tem como missão debater questões importantes relacionadas ao transporte coletivo de São Paulo e dar voz a todas as camadas da sociedade na construção de um novo modelo. Um dos principais desafios do novo fórum será discutir a licitação para renovar os contratos de concessionários e permissionários do novo sistema de transporte público.

”Queremos que a sociedade se aproprie dos números. É este o objetivo do conselho (do Transporte). Eu não quero que pairem dúvidas sobre os números desse setor”, afirmou o prefeito Haddad, na última reunião do Conselho da Cidade, no dia 17.

Tarifa
A redução da tarifa do transporte público da cidade de R$ 3,20 para R$ 3 foi anunciada pelo prefeito Fernando Haddad no dia 19 de junho. Na ocasião, o governador Geraldo Alckmin também anunciou a medida para as tarifas do metrô e da CPTM.

Veja a lista completa dos representantes do Conselho de Transportes
Leia mais
Prefeitura anuncia cancelamento da licitação do sistema de ônibus, criação do Conselho Municipal de Transporte e 220 quilômetros de faixas de ônibus até dezembro

Conselho Municipal de Transportes terá 39 representantes

Conselho da Cidade aprova três diretrizes para garantir investimentos

Investimento federal compensará aumento de custeio no orçamento da cidade

Prefeitura e Estado anunciam redução na tarifa de transporte

Prefeitura: mudança na tarifa é assunto da cidade
Leias Mais..

PAC destina R$ 1,6 bilhão para obras de drenagem na Capital

12:50 |


Dentro dos R$ 8 bilhões de investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) destinados à cidade de São Paulo, R$ 1,6 bilhão servirão para nove conjuntos de obras de drenagem, além da construção de 3.380 novas moradias
Do total de R$ 8 bilhões em investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que serão destinados pelo Governo Federal à cidade de São Paulo, cerca de R$ 1,6 bilhão servirão para custear nove conjuntos de obras na área de drenagem.

Por meio do Programa Nacional de Prevenção de Risco e Resposta a Desastres Naturais, cerca de R$ 1,35 bilhão serão usados para obras de drenagem e eliminação de interferências de redes de água e esgoto. Outros R$ 253,6 milhões do Programa Minha Casa Minha Vida serão usados para a construção de 3.380 novas moradias.

Entre as obras previstas em drenagem estão intervenções em 79 pontos de alagamentos mais frequentes da cidade, em diferentes regiões, mapeados pela Prefeitura. Os locais receberão restauração de margens, sistemas de galerias de águas pluviais e pavimentação, somando um investimento de R$ 133 milhões.
Além disso, dentro dos nove conjuntos de obras, estão previstas as construções de 18 reservatórios, entre eles, cinco com capacidade de 600 mil m³ e oito para amortecimento de cheias. Estão previstas ainda, canalizações dos córregos Paciência e Tremembé, na Zona Norte, Freitas, Capão Redondo, Uberaba, Paraguay, Éguas e Riacho do Ipiranga, na Zona Sul. A implantação de oito parques lineares também está dentro do pacote.

Durante o anúncio na manhã desta quarta-feira (31), em evento na sede da Prefeitura, o prefeito Fernando Haddad ressaltou a importância das parcerias entre Município, Estado e Governo Federal, superando qualquer posição partidária em favor da população. “Se quisermos manter o nosso passo e nossa trilha em proveito do desenvolvimento humano, econômico e social, São Paulo tem que dar a sua cota de contribuição e tem que receber a sua cota de participação dos investimentos estaduais e federais”, afirmou.

”Nós devemos isso aos cidadãos de São Paulo. Esse cidadão não cansa de trabalhar. Nós não podemos cansar de trabalhar por esse cidadão”, concluiu o prefeito.

Para a presidenta Dilma Rousseff, a redução dos pontos de alagamentos e enchentes influenciam diretamente na mobilidade urbana, já que os fluxos de ônibus e veículos não seriam atrapalhados por conta das cheias. “É importante lembrar que as obras de drenagem também tem impacto na mobilidade urbana. Se nós não temos obras efetivas de drenagem, nós sabemos que a cidade não vai estar preparada para enfrentar problemas climáticos que prejudicam o tráfego”, disse a presidenta Dilma Rousseff.
O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, afirmou que junto com as obras de corredores, as intervenções de drenagem colaboram para o aumento da velocidade do transporte coletivo urbano. “A operacionalização do sistema de transporte impacta diretamente na redução das tarifas em até 30%”, afirmou o ministro.

“Essas obras não só colaboram com a mobilidade urbana, mas darão um outro padrão de desenvolvimento para a cidade de São Paulo”, afirmou o secretário da Coordenação das Subprefeituras de São Paulo, Chico Macena.
Investimentos em drenagem
R$ 1,6 bilhão, sendo R$ 1,3 bilhão para obras de drenagem e eliminação de interferências de redes de água e esgoto e R$ 253,6 milhões para a construção de 3.380 novas moradias.

1.
Programa de Redução de Alagamentos 1 (PRA 1) – R$ 133 milhões - OGU
- 79 intervenções isoladas, contemplando restauração de margens, sistemas de galerias de águas pluviais, dispositivos para captação de águas pluviais e pavimentação. Abrange diversas regiões da cidade.

2.
Canalização dos córregos Freitas e Capão Redondo, associada à implantação de reservatório de amortecimento de cheias na Bacia do Morro do ‘S’ – R$ 461,8 milhões – Orçamento Geral da União (OGU)
- Construção de dois reservatórios, Caldeira e Freitas – Vol= 256.000 m³; execução de 3 mil metros de canalização do Córrego Capão Redondo; execução de 4 mil metros de canalização do Córrego Freitas. Bacia do Rio Pinheiros. Zona Sul – R$ 231,2 milhões
- Produção habitacional de 3.080 unidades mediante o Programa Minha Casa Minha Vida, no valor de R$ 230,6 milhões.

3.
Canalização de córregos associada à implantação de reservatório de amortecimento de cheias, parque linear ribeirinho e sistema viário no Córrego Paciência e afluente – R$ 292,7 milhões
- Canalização de córregos associada à construção de 1 reservatório de amortecimento de cheias (V=130 mil m³), implantação de parque linear e execução de um sistema viário. Bacia do Cabuçu de Cima. Zona Norte – R$ 277,7 milhões.
- Produção habitacional de 200 unidades mediante o Programa Minha Casa Minha Vida no valor de R$ 15 milhões.

4.
Implantação de parques isolados associados a reservatórios de amortecimento de cheias no Ribeirão Perus – R$ 198 milhões, sendo R$ 190 milhões de Financiamento e R$ 8 milhões de Minha Casa Minha Vida
- Construção de 5 reservatórios com Volumes de 600.000 m³, 5 barragens, 2 estruturas em túnel linner e implantação de parque linear com aproximadamente 1.000.000m². Bacia do Rio Juqueri. Zona Norte – R$ 190 milhões
- Produção Habitacional de 100 unidades mediante o Programa Minha Casa Minha Vida, no valor de R$ 8 milhões.

5.
Canalização de córrego associada à implantação de reservatório de abastecimento de cheias e parque linear ribeirinho no Córrego Tremembé. R$ 150 milhões – Financiamento
- Canalização de córregos associada à construção de 7 reservatórios de amortecimento de cheias (R-1, R-2, R-3A, R-3B, R-4, R-5 e R-6) com volume total de 217.000 m³ e implantação de 6 parques lineares. Bacia do Tremembé. Zona Norte.

6.
Canalização de córrego associada à implantação de reservatórios de amortecimento de cheias e sistemas de galerias de águas pluviais no Córrego Ipiranga – R$ 200 milhões – OGU
Construção de 1 reservatório, ampliação e adequação hidráulica da Lagoa Aliperti, canalização do Riacho do Ipiranga desde a Lagoa Aliperti até a Avenida Bosque da Saúde e construção de galeria na Avenida Água Funda. Bacia do Tamanduateí. Centro.

7
. Elaboração de estudos e projetos de manejo de águas pluviais para o Córrego Anhangabaú – R$ 6 milhões – OGU
- Elaboração de estudos e projetos de manejo de águas pluviais para intervenções no Córrego Anhangabaú. Bacia do Tamanduateí. Centro.

8.
Canalização de córrego associada a construção de 2 reservatórios de amortecimento de cheias na sub-bacia do Córrego Uberaba e afluentes – R$ 80 milhões – Financiamento
- Construção de 2 reservatórios com volume de 110 mil m³ e com volume de 50 mil m³ e canalização dos córregos Uberaba, Paraguay e Éguas na Bacia do Rio Pinheiros na Região Sul da cidade.

9.
Adequação e ampliação dos sistemas de esgotamento sanitário existentes nos Córregos Zavuvus, Ponte Baixa e Aricanduva – R$ 88,4 milhões – OGU
- Bacia do Zavuvus – R$ 42,3 milhões
- Bacia do Aricanduva – R$ 4,8 milhões
- Bacia do Ponte Baixa – R$ 41,3 milhões
Leias Mais..

PAC: Programa Mananciais beneficiará mais de 46 mil famílias

12:49 |


Cerca de R$ 3,3 bilhões serão investidos na recuperação dos mananciais das represas Billings e Guarapiranga e na construção de moradias para pessoas que vivem às margens das represas
O Governo Federal investirá R$ 2,2 bilhões na recuperação dos mananciais das represas Billings e Guarapiranga, responsáveis pelo abastecimento de água potável de grande parte da região metropolitana. Do valor repassado, R$ 1,5 bilhão virá do Orçamento Geral da União e R$ 700 mil via financiamento. Além disso, a União vai custear, com R$ 1,1 bilhão, a construção de 15 mil unidades habitacionais pelo programa Minha Casa, Minha Vida para o reassentamento das pessoas que vivem às margens das represas. No total, 46,4 mil famílias devem ser beneficiadas pelas obras.

"Viabilizar moradias dignas e de qualidade à população é um elemento que distingue obras sustentáveis de obras não sustentáveis", afirmou a presidenta Dilma Rousseff em seu pronunciamento. "Temos certeza de que fazendo essas obras estaremos contribuindo para melhoria nas condições de vida da população", disse.

As intervenções na região têm como intuito a urbanização das áreas com a recuperação de locais degradados, contenção de áreas de risco, pavimentação e a implantação de sistema de esgotamento sanitário e redes de abastecimento de água. Prevê-se também a construção de equipamentos comunitários de educação, saúde, esporte, lazer e assistência.

“Urbanizar assentamentos precários não envolve apenas a construção de moradias. É necessário dotar o local de infraestrutura urbana adequada, saneamento básico, além de soluções efetivas para problemas ambientais. O Programa Mananciais prevê obras de urbanização que beneficiam toda a comunidade”, afirmou o secretário municipal de Habitação, José Floriano.

O Governo do Estado complementará, por intermédio do programa Casa Paulista, os valores da produção habitacional com R$ 240 milhões. Outros R$ 290 milhões serão investidos pela Prefeitura para a aquisição de novos terrenos e aluguel provisório.

Os mananciais das represas Billings e Guarapiranga já contam com recursos da primeira fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com o envolvimento dos governos Municipal, Estadual e Federal. Foram investidos R$ 1.081 bilhão, sendo R$ 564 mil da União. Até agora, 608 unidades habitacionais já foram concluídas e outras 180 estão em execução. Mais 4.548 moradias estão previstas por esta primeira intervenção.
Leias Mais..

Presidenta Dilma anuncia R$ 8 bilhões em investimentos para São Paulo

12:49 |


Investimentos serão em mobilidade urbana, drenagem e recuperação de mananciais. Evento foi realizado na sede da prefeitura de São Paulo. Veja mais informações sobre as obras na cidade
Imagem do postFábio Arantes/SECOM
A presidenta Dilma Rousseff anunciou nesta quarta-feira (31), em solenidade na Prefeitura de São Paulo, os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Urbana, Drenagem, Recuperação de Mananciais. Ao todo, serão R$ 8 bilhões para obras na cidade.

Serão R$ 3,1 bilhões investidos em mobilidade - corredores de ônibus e na construção de terminais -, R$ 1,6 bilhão em projetos de drenagem e R$ 3,3 bilhões investidos no projeto de recuperação de mananciais, principalmente das represas Guarapiranga e Billings, ambas na Zona Sul.

“É justo que a cidade de São Paulo receba os primeiros R$ 8 bilhões porque aqui está concentrado o maior desafio do país”, disse a presidenta Dilma Rousseff. “O esforço de enfrentar os desafios de mobilidade urbana significa começar a combater a distribuição desigual do espaço urbano e a marginalização da população das periferias”.

O prefeito Fernando Haddad comentou a importância do investimento para a cidade. “Este é o maior pacote de investimentos federais em São Paulo da história. Nossa obsessão ao longo de quatro anos é construir um alinhamento estratégico em benefício da cidade. Nós somos grandes demais para nos isolarmos e temos que buscar parcerias para crescer ainda mais porque o sucesso de São Paulo é o sucesso do Brasil”, disse Haddad.

“Mobilidade urbana é devolver tempo às pessoas. É permitir ter economia de tempo para estar com a família, para estudar e viver um pouco melhor”, comentou o ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, sobre a construção de corredores de ônibus e de novos terminais na capital.
Obras
R$ 8 bilhões

Drenagem – R$ 1,4 bilhão + R$ 254 milhões Programa Minha Casa Minha Vida
- Programa de Redução de Alagamentos – já licitado
- Córrego Morro do S
- Córrego Paciência
- Parque Linear Ribeirão Perus
-Córrego Tremembé
- Riacho do Ipiranga
- Anhangabaú – recurso para projeto
- Uberaba – Paraguai / Éguas

Projeto Mananciais – R$ 2,2 bilhão + R$ 1,1 bilhão Programa Minha Casa Minha Vida

- 15 mil unidades do Programa Minha Casa Minha Vida
- drenagem
- contenção de área de risco
- recuperação de áreas degradadas
- pavimentação
- equipamentos comunitários: creches, escolas, hospital, esporte, lazer e assistência
CORREDORES Situação da licitação Total
(R$ milhões)
Extensão
(km)
ZONA LESTE Radial Leste contratado 822 26
Leste - Itaquera contratado 355 14
Aricanduva em licitação 126 14
Terminal Itaquera (46 mil m2) contratado 187 -
BERRINI Berrini contratado 45 3
  Corredor M'Boi Mirim / Santo Amaro contratado 293 16
Corredor M'Boi Mirim / Cachoeirinha edital pré qualificação 295 6
Corredor Guarapiranga / Guavirutuba edital pré qualificação 281 6
Corredor Agamenon - Baronesa edital pré qualificação 274 8
Coredor Av. Carlos Caldeira Filho edital pré qualificação 248 3
BELMIRA
MARIM
Trecho 1 edital pré qualificação 222 3
TOTAL   3.148 99
FOTOS
Créditos: Fábio Arantes/Secom
Foto 1 - Na foto, a vice-prefeita Nádia Campeão, o prefeito Fernando Haddad, a presidenta Dilma Rousseff e o ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro

Foto 2 - Antes do início da cerimônia de anúncio, o hino nacional foi executado

Foto 3 - Investimentos foram anunciados na sede da Prefeitura de São Paulo, no Edifício Matarazzo

Foto 4 - Haddad iniciou seu discurso ressaltando a importância do diálogo constante entre município e Governo Federal

Foto 5 - Investimentos somam R$ 8 bilhões

Foto 6 - Serão beneficiadas as áreas de mobilidade urbana, drenagem, mananciais e moradia

Foto 7 - Presidenta fez questão de ressaltar que estará empenhada para ajudar São Paulo a resolver seus problemas

Créditos: Paulo Pinto/Secom

Foto 8 - A presidenta reuniu-se com o prefeito Fernando Haddad em seu gabinete

Foto 9 - Haddad lembrou que parcerias entre Governo Municipal e Governo Federal devem estar acima de interesses políticos e partidários

Foto 10 - O prefeito afirmou que o sucesso de São Paulo depende do sucesso do Brasil e vice-versa

Foto 11 - Dilma afirmou que obras de moradia foram pensadas para que a população não sofra consequências das demais

Foto 12 - Prefeito afirmou que quer trabalhar em sintonia com Estado e União

Foto 13 - O ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, afirmou que um dos principais gargalos da cidade é justamente a mobilidade urbana

Foto 14 - A presidenta destacou que o trânsito das grandes cidades não podem impedir o cidadão de ter momentos de lazer

Foto 15 - Dilma afirmou que a questão da mobilidade urbana será um dos principais desafios do país nos próximos anos
 
Leias Mais..

CBFS - Confederação Brasileira de Futsal

12:44 |

Ainda não viu as novas camisas da Seleção Brasileira de Futsal? Clique no link e confira o vídeo do lançamento do uniforme: http://bit.ly/1coTadw

Aproveite e curta a página da Pulse!
Leias Mais..

Passe Livre São Paulo

12:43 |

"O transporte só pode ser público de verdade se for acessível a todas e todos, ou seja, entendido como um direito universal (...) Pagar pela circulação na cidade significa tratar a mobilidade não como direito, mas como mercadoria. Isso coloca todos os outros direitos em xeque: ir até a escola, até o hospital, até o parque passa a ter um preço que nem todos podem pagar. O transporte fica limitado ao ir e vir do trabalho, fechando as portas da cidade para seus moradores. É para abri-las que defendemos a tarifa zero." [trecho retirado da carta do MPL-SP entregue à presidenta]
Leias Mais..

Mundo ESPN

12:42 |

Copa Audi AO VIVO na Internet, smartphone ou tablet só no ESPN.com.br!

Assista agora AO VIVO no http://ow.ly/nv49z Bayern x São Paulo, com Rogério Vaughan e comentários de Paulo Vinícius Coelho!

Sozinho, lateral do Bayern de Munique vale mais que todo o time titular do São Paulo; compare http://ow.ly/nuR5K

Qual será o placar: Bayern __ x __ São Paulo!
Leias Mais..

Dilma anuncia R$ 8,1 bilhões do PAC para São Paulo

12:41 |


Em cerimônia na Prefeitura, presidente destina R$ 3 bilhões para corredores de ônibus, R$ 2,2 bilhões para recuperar mananciais, R$ 1,5 bilhão para moradias e R$ 1,4 bilhão para drenagem; 'dia histórico', diz Haddad

31 de julho de 2013 | 12h 37
Tiago Dantas - O Estado de S. Paulo
SÃO PAULO - A presidente Dilma Rousseff (PT) anunciou, no fim da manhã desta quarta-feira, 31, em cerimônia na Prefeitura de São Paulo, um pacote de investimentos de R$ 8,1 bilhões em obras de mobilidade, drenagem e recuperação dos mananciais na cidade de São Paulo. O investimento deverá viabilizar a construção de cerca de 99 quilômetros de corredores de ônibus - construir 160 quilômetros de vias exclusivas para o transporte coletivo foi uma das principais promessas do prefeito Fernando Haddad (PT) durante a campanha eleitoral.
Foram liberados R$ 3 bi para corredores de ônibus em avenidas das 
zonas leste e sul - Werther Santana/AE
Werther Santana/AE
Foram liberados R$ 3 bi para corredores de ônibus em avenidas das zonas leste e sul
Foram liberados R$ 3 bilhões para corredores de ônibus em avenidas das zonas leste e sul, R$ 2,2 bilhões para recuperação dos mananciais das represas Billings e Guarapiranga, na zona sul, R$ 1,5 bilhão para construção de moradias para 20 mil famílias que vivem perto das represas, e R$ 1,4 bilhão para a drenagem de córregos em vários bairros da capital.
Dilma afirmou que esses são "os primeiros R$ 8 bilhões" que São Paulo recebe. "Estamos investindo mais R$ 50 bilhões em todo o Brasil. E é justo que primeira cidade a receber os primeiros 8 (bilhões) - e estou fazendo uma promessa aqui - seja São Paulo. Porque aqui está concentrado o maior desafio do Brasil." Anteriormente, o governo havia investido R$ 89 bilhões no Brasil por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Desses, R$ 29 bilhões haviam ficado na capital paulista.
Corredores de ônibus nas zonas leste e sul da cidade vão receber R$ 3 bilhões. "Ao investir no transporte público você devolve o tempo às pessoas. E é no tempo que você vive. Tirar as pessoas do transporte e colocá-las no lazer, em suas casas, na faculdade é devolver vida para as pessoas. O governo está empenhado em investir em Metrô e corredor de ônibus", afirmou a presidente. Dilma lembrou que o governo federal também está investindo dinheiro em ao menos quatro linhas de Metrô: 5-Lilás, 15-Prata, 17-Ouro e 18-Bronze.
"Garantir transporte público é um dos eixos de garantir o combate à desigualdade social", afirmou. A presidente terminou seu discurso dizendo que, segundo Haddad, a ordem de início para algumas das obras que tiveram financiamento liberado nesta quarta será dada nos próximos dias.
Além do transporte, a área de drenagem receberá investimentos de R$ 1,4 bilhão. O dinheiro será empregado em obras de oito córregos: Morro do S, Paciência, Ribeirão Perus, Tremembé, Riacho do Ipiranga, Uberaba, Paraguai e Éguas. Segundo o ministro das Cidades, Agnaldo Ribeiro, o financiamento também deverá ser empregado para elaborar o projeto de drenagem do córrego do Anhangabaú, na região central.
Na recuperação dos mananciais das represas Billings e Guarapiranga, que abastecem com água potável boa parte da Região Metropolitana, o governo federal vai aplicar R$ 2,2 bilhões. Mais R$ 1,5 bilhão será utilizado para construir moradias, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida, para 20 mil famílias que vivem em comunidades nas margens das represas. "Esse cuidado é essencial. Viabilizar moradia digna é elemento que distingue obras sustentáveis de não sustentáveis. Temos certeza que fazendo essas obras estaremos contribuindo para melhoria nas condições de vida da população", afirmou Dilma.
'Dia histórico'. O petista Haddad classificou o anúncio como um "dia histórico" para a cidade. "Fizemos nesses seis meses inúmeras parcerias com o governo do Estado e estamos anunciando aqui talvez o maior pacote de investimentos do governo federal numa única cidade", afirmou o prefeito. "Não lembro de ver um pacote de medidas tão amplo e que dialoga com todos os bairros da cidade como este."
Haddad negou que a vinda dos investimentos para São Paulo tenha sido facilitada por uma questão partidária. Segundo ele, desde o início da gestão, tem procurado acordos também com o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e com a iniciativa privada. "Nossa obsessão vai ser construir esse alinhamento estratégico (com o governo estadual e federal). Somos grandes demais para nos isolarmos. O grande equívoco do passado foi achar que nossa grandeza dava condições de isolamento." Haddad lembrou que São Paulo concentra 5% da população do Brasil e gera 12% de toda a riqueza nacional.


Notícias relacionadas:


Leias Mais..

TV TEM - Assista a reportagem do Festival das Orquídeas em São Roque

12:40 |





O evento realizado no Recanto da Cascata em São Roque teve início na semana passada e continua neste fim de semana.

Veja a reportagem no vídeo abaixo.

TV TEM


31/07/2013 - 15:39:40
Atualizado em: 31/07/2013 15:39:40

Fonte:são roque noticias
Leias Mais..

Problemas na construção de túmulos no Cemitério de São Roque pode passar dos 100

12:34 |




Caso parecido
Caso encontrado onde houve o problema
Outro caso parecido encontrado

Esta semana um assunto chamou a atenção no Cemitério da Paz em São Roque, localizado próximo a região central do munício.

Um problema na construção de túmulos no local foi identificado no momento do enterro de uma pessoa.

Na hora do sepultamento, foi descoberto que havia outro jazigo obstruindo na frente do túmulo onde a família enterraria o ente querido.

Houve muita dificuldade, pois, não havia espaço para o caixão ser colocado dentro da gaveta.

Parte das alças da urna foram serradas para que o sepultamento pudesse ser feito.

Tudo isso ocorreu na frente de familiares.

Após a ajuda de coveiros enfim o enterro foi realizado.

A nova direção do Cemitério da Paz informou que o problema é antigo e faltou fiscalização da administração passada para impedir que túmulos fossem construídos na frente de outros.

Com o caso, a nova administração do cemitério começou a fazer um levantamento e já aponta que situações parecidas com essa pode passar de 100.

A prefeitura enviou uma informando sobre o ocorrido; veja abaixo

Um antigo problema que vinha ocorrendo no Cemitério da Paz em São Roque em relação à construção de túmulos foi revelado pela Prefeitura Municipal. A própria administração acionou as equipes de TV da região para mostrar a situação, após uma família relatar a dificuldade encontrada na hora de sepultar um ente querido na semana passada.

A nova direção do cemitério identificou que a entrada da gaveta do jazigo da família estava obstruída por outro túmulo construído na frente da sepultura. Os coveiros tiveram muita dificuldade para realizar o enterro, onde se viram obrigados a serrarem a alça do caixão para que este pudesse ser colocado dentro do túmulo. Todo o trabalho ocorreu na frente dos familiares, que ficaram perplexos com a situação.

Segundo o responsável pelo Cemitério da Paz, Orlando Domingos, o pouco espaço livre existente, entre uma construção e outra, fez com que não houvesse ângulo suficiente para o caixão ser colocado da forma ideal na gaveta. Mesmo assim, os coveiros não mediram esforços para que o enterro fosse realizado.

Após este acontecimento, na semana passada, a direção do local começou a fazer um levantamento de mais casos e já acena para a possibilidade do número chegar ou passar dos 100. “Estamos ainda realizando o levantamento em toda área do cemitério, todos os casos são antigos, há anos o problema vinha ocorrendo. O que houve foi à falta de uma fiscalização por parte de quem acompanhava a construção dos pedreiros contratados pelas famílias. No passado, foi se levantando túmulos desordenadamente na frente dos outros e agora podemos ter mais de 100 sepulturas obstruídas. Não sei como ninguém nunca viu o que estava acontecendo. Agora nós temos que resolver”, explica Orlando.

Proibição de novas construções:

O responsável, que assumiu a direção do cemitério há pouco tempo, disse também, que estão proibidas momentaneamente novas construções em alguns espaços do cemitério. “Nós assumimos agora e por isso, tomamos essa decisão, nada será construído sem permissão ou fiscalização. Com a identificação de cada problema vamos chamar os familiares para encontrarmos uma solução entre os envolvidos e tentar ainda descobrir como os erros aconteceram. No entanto, estamos preocupados, pois, não sabemos quanto tempo isso vai levar e, até a conclusão pode haver novas situações na hora do enterro. Mas com certeza faremos o que for correto”, finaliza.

Jurídico:
A Assessoria Jurídica da Prefeitura informou que acompanhará os casos e apurará de quem foi à responsabilidade pelos fatos ocorridos.


31/07/2013 - 15:15:35
Atualizado em: 31/07/2013 15:47:38

Fonte: são roque noticias
Leias Mais..